MV Agusta F4 RR ABS 2015: informações e ficha técnica

21 de abril de 2014

A nova F4 2014, 2015 pode parecer  com o modelo anterior, mas traz mudanças fundamentais: o novo motor de curso reduzido somou 15 cv (mantendo o torque) e a eletrônica embarcada deu um salto para permitir ajustes dos mais variados parâmetros. Componentes como pneus, rodas forjadas, sistema de freio Brembo e suspensões Ohlins continuam sendo de primeira linha, focados em uso racing, agora em versões mais atuais.

As suspensões, aliás, também ganharam ajuste eletrônico pelo painel, dispensado ferramentas, assim como o amortecedor de direção. A MV passa a ser tão potente e completa para uso em autódromos quanto Ducati 1199 Panigale e BMW S 1000 RR.

Durante os testes esteve sempre entre as mais rápidas nos cinco pontos de referência medidos no autódromo. Foi a mais veloz no fim da curta reta de 250 metros ao atingir 193 km/h, contra 188 km/h da HP4 (segunda mais rápida). Apesar disso, o tempo da melhor volta ficou atrás das versões topo de linha da BMW e Ducati (Panigale R), mais próximo da quarta colocada, a Nija ZX-10. “Poderia ter sido ainda mais rápida e encostado nas duas primeiras se estivesse em plena forma”, comenta o piloto de testes Leandro Mello.

MV Agusta F4 RR ABS 2014

A F4 perdia tempo nas reduções de velocidade por causa da contaminação das pastilhas de freio por algum tipo de solvente usado na limpeza da moto antes de ser entregue para o teste.

Os freios, exigiam a aplicação de uma força anormal na alavanca de unidade avaliada – um atraso no tempo de reação que vale frações de segundo suficientes para definir os resultados. “O quick-shift, que as três europeias têm, também precisa de um pouco mais de comando na F4, enquanto o das outras duas eleva as marchas muito rápido com um leve toque no pedal de câmbio”, avalia Mello.

Ainda assim, o sistema resistiu às voltas sem superaquecer ou perder eficiência e os conjuntos de pneus e suspensões a mantiveram à frente da Ninja. O comportamento do motor é ríspido e exige sensibilidade do piloto para o obter bons resultados sem uso das restrições eletrônicas.

MV Agusta F4 RR ABS 2015: informações e ficha técnica   motos

 

A posição de pilotagem  extremamente esportiva, que obriga o piloto a se debruçar sobre o tanque, também faz uso de pedaleiras curtas e mais elevadas que a média. Não há conforto e com os mesmos pneus racing usados por HP4 e Panigale R, definitivamente está focada nos autódromos e não nas estradas (para priorizar o grip, a borracha é menos durável e há poucos sulcos para escoamento de água).

Preço: R$ 89.990

Ficha Técnica:

Motor: 999 cc, 4 cilindros em linha, 4 válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote, refrigeração líquida.
Diâmetro x curso: 79 MM x 50,9 MM.
Taxa de compressão: 13, 4 :1.
Potência: 201 cv a 13.600 rpm.
Torque: 11,6 kgf.m a 9.600 rpm.
Alimentação: injeção eletrônica.
Câmbio: 6 marchas.
Chassi: treliça de tubos de aço.
Comprimento: 2.115 mm.
Largura: 750 mm.
Altura: n.d.
Altura do banco: 830 mm.
Entre-eixos: 1.430 mm.
Distância do solo: 115 mm.
Peso: 190 kg (seco).
Tanque de combustível: 17 litros.

Categoria: Motos








- Slide

    Rodrigo90 Z750 Branca - MV AGUSTA F4 Essa é a moto!

    Esse é meu sonho de consumo, maravilhosa moto!

    Duas Rodas Testando Limites: MV Agusta Brutale 1090 RR ABS

    Piloto de teste de duas rodas avalia a nova mv agusta brutale 1090 rr abs, a naked mais potente da categoria. a avaliação completa está na edição de fevereir...

    TROVÃO HORNET BRANCA - MV AGUSTA - SALÃO 2 RODAS 2013

    Exclusividade e design único! mv agusta sonho de muitos!! facebook: www.facebook.com/motonaveia.

    Reiguel - Salão Duas Rodas 2013 - Stand da MV Agusta

    Não lembrava se era 167 ou 177 kg. no vídeo falei que a brutale 800 pesava 177 kg, mas o correto é 167 kg. abraços a todos!

Deixe Seu comentário

© 2014 Novo Melhor. All rights reserved. - Páginas mais acessadas