BMW 320i GP 2014: Preço e Informações

20 de abril de 2014

BMW 320i GP 2014: Preço e Informações   destaque automoveis

Alguns imigrantes têm um reinício humilde. Outros, já chegam por cima. Esse é o caso do BMW Série 3. O alemão conhece o Brasil de outras férias, foi um dos primeiros a desembarcar depois da reabertura das importações, em 1990. Mas só agora decidiu fixar residência em Araquari, Santa Catarina, onde a marca deve produzir também seus parentes X1 e Série 1.

BMW 320i GP 2014: Preço e Informações   destaque automoveis



Vai se sentir em casa. Afinal, a cidadezinha fica ao lado de Joinville, o maior polo de imigrantes alemães do estado. A produção começa em 2015. Antes disso, decidimos levar esse futuro brasileiro para uma volta de ambientação.

BMW 320i GP 2014: Preço e Informações   destaque automoveis

A era de motores seis cilindros em linha continua apenas no top. Agora, o negócio é quatro cilindros. O que não quer dizer que esse 2.0 seja como o anterior que equipava o 320i – leve como uma porção de salsichas frankfurter. O

novo motor tem a mesma substância de um eisben (joelho de porco), graças ao uso de uma turbina de duas câmaras. Junto com injeção direta e comandos de válvulas variáveis, o resultado é carregado: são 184 cv a 5.000 giros e 27,5 kgfm de torque na faixa que começa a 1.250 e vai até 4.500 rpm.

Junto com o torque máximo logo acima da marcha lenta, o câmbio automático de oito marchas permite acelerações e retomadas ríspidas. De acordo com a marca, o 0 a 100 km/h é despachado em 7,3 segundos e a velocidade máxima encosta nos 235 km/h. As respostas são sucintas, mas 2.0 foi bem trabalhado para funcionar com suavidade e silêncio.

O sossego só é quebrado nas paradas, quando o start/stop desliga e liga o carro sem muita sutileza. Além dos modos de condução Sport, Sport Plus e Normal, que alteram o comportamento, ele possui o ajuste econômico EcoPro, que se soma à frenagem regenerativa.

Tradições…

Não raro, imigrantes adotam os costumes da nova terra para ajudar na aclimatação. Não é o caso desse alemão: o BMW continuará a rezar pela cartilha que pontifica o uso de tração traseira e o equilíbrio de massas. O 320i não é diferente. Não desafia as convenções, porém adotou modernidade como os faróis ligados à grade dupla.

Os mais puristas criticam a nova geração que, tal como as últimas, saiu com um jeito de Série 5. Que nada, basta dirigir o primo maior para tirar a prova e ver que o Série 3 tem outra pegada. A tecla Sport Plus ajuda a entender a diferença de caráter. No 320i, basta acionar esse modo para desabilitar as salvaguardas eletrônica e fazer o alemão jingar a sua dança típica da Baviera.

O modelo menor é bem mais durinho, do amortecimento de irregularidades à calibração da direção.

Falando nela, a direção aposta na assistência elétrica, o que para muitos é o rompimento do elo sacrossanto entre o piso e o motorista. O fato é que o sistema tem peso até em manobras e, se não reporta tudo que o asfalto informa, não hesita em mandar ordens diretas para as rodas dianteiras.

Além disso, o volante não é a única maneira que um BMW encontra para se comunicar. É fácil notar um iminente desgarrada e se armar, ainda que pese a boa aderência dos pneus Bridgestone runflat 225/50 aro 17. Nesse ponto, ele continua a ser como algumas boas cervejas alemães: não filtrado. Os freios transmitem confiança acima da média.

Na hora de se ajeitar, a posição pregada ao chão e o alinhamento do volante e pedais lembra um carro de GP como diz o nome. Mas tem um ponto que é mais para Gran Turismo do PlayStation do que para um carro de corrida: o câmbio estilo joystick, que só aumenta a sensação de ausência das borboletas. Nem toda quebra de tradição é lamentável, com o sistema iDrive. Mais criticado do que qualquer edição do Windows no seu lançamento, o iDrive melhorou muito na última geração.

Há pontos em que o Série 3 precisava ficar menos… Série 3. Caso do espaço. Com 4,62 m, ele reserva 2,81 m de entre-eixos. Não dá para cinco irem confortáveis, como um passeio com os colegas da redação provou. O carro é alemão, mas o passageiro central tem que adotar trejeitos americanos e sentar-se ao estilo cowboy, com as pernas abertas.

O BMW não faz feio em itens. Aquela vida franciscana de imigrante não ficará nem para o básico de R$ 124.950. O 320i GP custa R$ 10 mil a mais e traz de série bancos elétricos com memória, ar-condicionado com duas zonas de ajuste e outros mimos, além de seis airbags.

Tal como ocorreu em algumas colônias mais tradicionais, o Série 3 promete se naturalizar sem perder o sotaque da terra natal.

Preço: R$ 134.950

  • Ficha Técnica:

Motor: Quatro cilindros, 16 vávulas, dianteiro, longitudial, comandos duplos, turbo, gasolina.
Cilindrada: 1.997 cm³.
Potência: 184 cv a 5.00 rpm.
Torque: 27,5 kgfm de 1.250 a 4.500 rpm.
Transmissão: Automática de 8 marchas, tração traseira.
Direção: Elétrica.
Dimensões: Comprimento: 4,624 m; Largura: 1,811 m; Altura: 1,429 m; Entre-eixos: 2,810 m.
Capacidades: Porta-malas 480 l, tanque 60 l.

Categoria: Automoveis, Destaque








Vídeos relacionados

Deixe Seu comentário

© 2014 Novo Melhor. All rights reserved. - Páginas mais acessadas